A educação financeira deve ser conversado desde cedo para ajudá-lo futuramente

A educação financeira deve começar desde cedo, quando as crianças recebem as primeiras moedas dos pais. Ensinar que, se aquele dinheiro acabar, vai ter que esperar o próximo mês para receber a mesada. Dessa forma, as crianças criam a responsabilidade do seu próprio dinheiro, assim, compreender que se economizar poderá comprar algo que deseja.

No período da adolescência, as pessoas começam a pensar mais em dinheiro e comprar coisas novas, por isso, educar desde cedo contribui para um uso consciente do dinheiro. Acompanhe o conteúdo e saiba como ensinar educação financeira para jovens.

  • Dê uma mesada educativa ao seu filho

Dar uma mesada para o seu filho vai muito além de agradá-lo, independente do valor, a intenção é entregar responsabilidades para que ele consiga valorizar o dinheiro. É preciso ensinar como o dinheiro deve ser gasto, mostrando que ele não deve gastar todo de uma vez, indicando como buscar preços melhores e ensinando ele a poupar.

  • Ensine seu filho a poupar

Saber poupar dinheiro é um dos pontos fundamentais para quem busca uma vida financeira saudável. Por isso, você deve ensinar o seu filho a poupar, e uma boa estratégia é entregar a mesada em envelopes, para gastos de curto, médio e longo prazo, assim ele vai conseguir a aprender a direcionar melhor o próprio dinheiro. A primeira parte para gastos imediatos, a segunda bens uns pouco mais caros e a terceira para bens maiores, como o primeiro carro, por exemplo.

  • Ajude-o a planejar seus gastos

O planejamento de gastos, junto com a mesada, deixa o jovem com total controle de toda a sua renda. Assim, ele fica ciente de tudo que entra e tudo que sai, para isso a melhor forma é usar um caderno onde ele irá colocar todas as transações econômicas. Juntamente com o seu planejamento doméstico, o seu filho vai fazendo o próprio planejamento e aprendendo diariamente com você.

  • Defina metas junto com ele

Após planejar e evitar gastos excessivos, o próximo passo é começar a pensar em como usar melhor o dinheiro a longo prazo. Como com a compra de um imóvel, com o pagamento da faculdade ou até uma viagem de férias. Por envolver um valor maior de dinheiro, é preciso que o jovem esteja com o seu planejamento em dia e já saiba poupar.

Outra meta muito importante é de investir o próprio dinheiro, depois que ele já estiver mais maduro, uma oportunidade é apresentar formas de fazer o próprio dinheiro render.

Viu como é fácil ensinar aos jovens sobre educação financeira? Em apenas 4 passos conseguimos mostrar como é importante ter um controle total das suas finanças.

Curtiu esse conteúdo da G44 ? Compartilhe nas suas redes sociais!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here