Os recursos naturais da América do Sul não param de ser descobertos. O Ministério de Energia e Recursos Naturais Não Renováveis do Equador anunciou no último mês a descoberta de uma gigantesca fonte de mineração, uma mina de ouro, prata e cobre do mundo.

Batizada de “Alpala”, a fonte de minérios está localizada na província de Imbabura, no norte do país. A mina faz parte do projeto “Cascabel”.

Segundo especialistas consultados pelo governo do Equador, a região pode ser classificada como um “depósito de nível 1”.

A geografia é rara, mas pode ser responsável por mais de metade da produção de cobre do mundo.

A notícia chocou o mundo todo, pois a descoberta pode significar o achado da maior mina subterrânea dos minérios do mundo.

Segundo a empresa que tem o direito de explorar o local, a vida útil da mina está entre 49 e 66 anos. A expectativa é produzir anualmente, nos primeiros 25 anos, 207 mil toneladas de cobre, 438 mil onças de ouro e 1,4 milhão de onças de prata.

A previsão é investir no local U$26 milhões.

A mineração e as atividades ligadas ao petróleo são duas das principais fontes de receita para o governo do Equador, mas grupos indígenas e ativistas criticam firmemente os projetos em andamento por considerar que eles ameaçam a biodiversidade do país.

Fonte: Agência EFE

6 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here